Banner Topo Grande Teste

Ex-traficante se entrega a Jesus e passa a evangelizar usuários de drogas
06/05/2018 22:23 em Mundo Cristão

William Santos ia a igreja quando criança, mas aos 12 anos ele se afastou. As conseguencias desse distanciamento foram drásticas, levando ele a morar na rua quando mais velho. Em entrevista para o programa Identidade Geral, ele conta seu testemunho.

“Eu era muito ligado à música e perto de onde eu morava havia uma danceteria. No dia do meu aniversário me levaram para lá e eu me apaixonei por aquilo”, disse ele sobre quando completou 12 anos.

“As drogas entraram na minha vida aos 16 anos. Eu comecei a beber, tocava com meu irmão. A gente tinha um grupo de samba e tocávamos muito. Isso foi aumentando e aos 21 anos eu comecei a usar cocaína”, lembrou.

“Eu digo para todo mundo que o álcool é a pior droga. Ele abre portas para todas as outras drogas. Você começa a beber, começa a fumar cigarro e daí vai desencadeando”, ressalta.

“Pelos meus 20 anos eu comecei a namorar uma garota e fomos morar juntos. Lá eu tive contato com o tráfico de drogas e comecei a fazer uso excessivo delas. Eu comecei a traficar também”.

“Aos 33 anos eu conheci a igreja me batizei, no natal em 2012. Mas, em agosto de 2014 ao sai da igreja”. William diz a causa: “Foi a desilusão. Eu achei que seria um lugar onde eu teria paz, tranquilidade, onde tudo seria um mar de rosas, onde todas as pessoas seriam diferentes”, conta.

“A rua foi a consequência de tudo. Eu saí da igreja em agosto, antes de dezembro eu já estava afundado. Voltei a procurar alguns amigos do passado e de traficante eu virei gerente de tráfico. De gerente de tráfico comecei a fazer muito consumo, então fui convidado a me retirar. Eu gastava mais do que vendia”, conta.

“Nesse meio tempo eu conheci umas meninas que trabalhavam com prostituição. Então eu passei a cafetiná-las, mas não deu muito certo. Então eu me afundei no crack. Quando eu comecei a fazer uso muito acessível do crack eu passei a não ter mais dinheiro e fui convidado a me retirar de casa. Fui parar na rua”, lembra.

Um dia enquanto estava na rua, William Santos foi interpelado por um cristão que lhe falou de Jesus. Ele fez o apelo evangelístico e desde janeiro de 2015 William voltou para Jesus.

com informações de Guiame

Deixe a sua opinião. Escreva um comentário.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE