Banner Topo Grande Teste

Igrejas na Rússia aproveitam o futebol para evangelizar
18/06/2018 - 16h18 em Mundo Cristão

Igrejas na Rússia – Listada como um dos piores países do mundo em liberdade religiosa, o governo russo reprime as minorias religiosas, missionários estrangeiros e evangelistas. 

 

Conteúdo Publicitário

A chamada “Lei Yarovaya”, introduzida em 2016, proíbe qualquer evangelismo ou compartilhamento de fé fora das igrejas sancionadas pelo governo. A repressão à “atividade missionária” faz parte das leis antiterroristas de Moscou, mas tem como alvo qualquer intenção, desde reuniões de oração em casas e postagens de adoração em um site religioso, até a oração em público.

Então, ao invés disso, centenas de igrejas em Moscou usarão a Copa do Mundo para sediar eventos de telão. A vitória da Rússia por 5 a 0 sobre a Arábia Saudita no jogo de abertura do torneio aumentou a empolgação dos russos.

“Esta é uma oportunidade sem precedentes, especialmente em uma época em que a Cortina de Ferro que reprimiu o cristianismo durante a era soviética tem limitado estritamente a atividade missionária pública e o evangelismo sob o pretexto do antiterrorismo”, disse Sergey Rakhuba, presidente dos EUA. Missão Eurasia, que coordena a campanha.

“Essa nova abordagem estratégica, que na verdade é uma demonstração do poder do” dom da hospitalidade “, é necessária no atual clima político e social.”

Pequenas igrejas evangélicas esperam escapar da atenção do Kremlin, que quer evitar publicidade negativa sobre seu histórico de direitos humanos durante a Copa do Mundo.

 

A PROIBIÇÃO

Por meio da “Lei Yarovaya”, todas as “atividades missionárias” foram proibidas sem uma aprovação prévia do governo. Elas são definidas de modo geral como “partilhar uma crença com pessoas de outra fé ou descrentes com o objetivo de envolver estes indivíduos na ‘estrutura’ da associação religiosa”.

Qualquer grupo religioso poderia potencialmente tornar-se um infrator. Esta preocupação também passou pela mente dos legisladores russos, já que eles isentaram certos grupos religiosos registrados, como a Igreja Ortodoxa.

Ainda assim, mesmo aqueles que fazem parte de um grupo registrado devem carregar consigo autorizações mostrando que fazem parte de um grupo aprovado pelo Estado. Como esperado, grupos religiosos minoritários têm dificuldade em obter tais autorizações.

Fonte: Portal Comunhão com informações do Christian Today

 

COMENTÁRIOS
PUBLICIDADE